Bem-vindo viajantes

Bem-vindo viajantes! Esse blog tem como objetivo tornar público algumas questões, reflexões e vivências que tenho tido, daí o nome "Viagens de Paulo Pom". As postagens e discussões desse espaço envolverão os seguintes temas: meio ambiente, sustentabilidade, ciclismo e cicloturismo, montanhismo e vivência ao ar livre. Mas viagens por outros mundos também serão feitas...

domingo, 19 de setembro de 2010

OLHARES DA NATUREZA...


Olá viajantes!

Não é apenas em nossas viagens pelo interior do Brasil que a natureza se revela. Na cidade grande também é possível viajar e contemplar as realizações da Mãe-natureza; basta estar de coração aberto e ser um pouco observador.

No final do ano passado, um casal de sabiás-laranjeira escolheu uma das árvores do jardim da minha casa para aumentar a família. Dois pequenos filhotes surgiram num ninho bem trabalhado e, com frequëncia, eram alimentados pelos pais.

Cidade de São Paulo - final de 2009: dois filhotes de sabias aparecem
 num ninho construído numa árvore plantada no quintal da minha casa.
O sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris) é uma ave muito popular no país, citada por diversos poetas como o pássaro que canta na estação do amor ou seja, primavera. Mede aproximadamente 25cm, tendo plumagem vermelho-ferrugem no ventre, levemente alaranjado, sendo o restante do corpo de cor parda, com bico amarelo-escuro. O canto do sabiá serve para demarcar território e, no caso dos machos, para atrair a fêmea (Wikipédia).



O sabiá-laranjeira vive em torno de 30 anos e sua alimentação se compõe basicamente de insetos, larvas, minhocas, frutas como mamão e banana. É uma ave que convive bem com ambientes modificados pelo homem, seja no campo ou na cidade (Wikipédia).

A mãe ou o pai alimentando os filhotes, com um olhar desconfiado.
Os pequenos sabiás foram crescendo rapidamente.
Nos últimos dias de permanência dos filhotes no ninho, tive a oportunidade de fazer algumas filmagens, que apresento a vocês. É um vídeo curto, de 4 min., feito para assistir com calma, apreciando o olhar e o comportamento desses pequenos seres que estavam começando a descobrir o mundo. É um vídeo para se permitir algum tipo de reflexão.

video

3 comentários:

  1. Paulo! Sei que é suspeito o comentário de uma amiga e ainda por cima bióloga que trabalha com aves... Mas quero te parabenizar pelas lindas observações da natureza e pela sensibilidade em ver o ciclo da vida se renovando. Fiquei muito feliz com o vídeo! Tenha certeza de que na próxima estação reprodutiva eles saberão novamente onde fica o porto seguro... perto de você! Um beijo e continue com esse olhar.
    Rê:)

    ResponderExcluir
  2. Olá, Paulo, blz ?

    Vim aqui porque nãosou biólogo, mas amo seres alados, ver de perto uma família deles, acompanhar o desenvolvimento é muito especial. Tive essa chance com um ninho de beija-flor, não me lembro de delicadeza maior. Observar o cuidado com o ninho e a cria nos faz refletir mesmo sobre o quanto esses pequenos são importante para Deus(me permita), para a vida. Que direito temos sobre eles se não somos capaz de soprar vida à uma formiga ?
    O blog tá bom de ler, Paulo, parabéns e perseverança, proque escrever exige inspiração, mas também é tarefa que absorve nosso tempo.

    abraço.

    Márcio Campos

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito o vídeo... Parabéns! E muito bacana sensibilidade da sua atenção a esses detalhes tão bonitos da natureza, que na maioria das vezes, passa despercebido pelas pessoas.
    Abraços
    Elaine

    ResponderExcluir