Bem-vindo viajantes

Bem-vindo viajantes! Esse blog tem como objetivo tornar público algumas questões, reflexões e vivências que tenho tido, daí o nome "Viagens de Paulo Pom". As postagens e discussões desse espaço envolverão os seguintes temas: meio ambiente, sustentabilidade, ciclismo e cicloturismo, montanhismo e vivência ao ar livre. Mas viagens por outros mundos também serão feitas...

quinta-feira, 28 de abril de 2011

BICICLETA ANTIGA - CALOI 10 - 1975

Olhe as fotos abaixo e responda rápido: são as mesmas bicicletas?

Se respondeu "sim", acertou... mas "não" também seria correto, afinal estão bem diferentes. Na verdade, as fotos mostram a mesma bicicleta, uma Caloi 10, 1975 (ano estimado), antes e depois de uma restauração.

Vou fazer uma rápida viagem pelo tempo e contar um pouco da história dessa minha Caloi 10.


A Caloi 10 foi lançada no Brasil em 1972. Era a primeira bicicleta com 10 marchas, considerada esportiva, com guidão rebaixado e inspirada naquelas de competição de estrada. Durante muitos anos, foi o grande sonho de consumo de qualquer garoto. Depois disso, os modelos "mountain bike" foram ganhando a preferência do público.

Por volta de 1975, meu primo Luizinho ganhou de presente uma Caloi 10, cor prata. Não sei bem o quanto e como ele utilizou essa bicicleta, mas ele me contou que num determinado dia resolveu pintá-la de vermelho. 


Com o passar do tempo, a bicicleta foi ficando encostada na casa do meu primo.

Em 1986, aproximadamente, meu amigo Fernando (vulgo Prancha) ganhou de presente uma Caloi 10, novinha, de cor preta. Foi uma sensação entre a turma, até porque o irmão do Prancha já tinha uma bela Caloi 10 totalmente branca.

Os passeios de bicicleta começaram a ficar comuns entre os amigos do bairro. Como eu não tinha bicicleta, meu pai resolveu resgatar a encostada Caloi 10 vermelha do primo Luizinho, enviou-a para uma bicicletaria e me deu de presente. Lembro-me que foi uma grande alegria, certamente algo que reflete até hoje na minha vida. Foi o início do envolvimento profundo que, nos dias atuais, tenho com esse meio de transporte.




A velha "Caloi 10/vermelha" voltou a ganhar as ruas! Pedalei muito com ela pelo bairro, subi e desci muita guia, andei em  vias de paralelepípedos, a utilizei nas "trilhas" do bosque atrás do Museu do Ipiranga, onde eu e meus amigos brincávamos de polícia e ladrão com as bicicletas.

Um dia, a corrente da bicicleta caiu e enroscou entre as coroas. Fiquei parado na calçada, como se fosse um barco à deriva, mas um guri suspeito, aproveitando-se dessa situação, se aproximou de mim. Meu amigo (Luis "Gemada"), antevendo os acontecimentos, pedalou forte e me deixou sozinho naquela roubada (literalmente uma roubada!!). O guri apontou um revolver antigo para mim e tentou tomar a "Caloi 10/vermelha". Eu não permiti  e rapidamente toquei a campainha da casa que estava à minha frente (por coincidência, morava ali a família Pagliuso, que era amiga da minha). Tomei uma coronhada do guri, mas mesmo assim não deixei que ele levasse a bicicleta. Quando a dona da casa saiu, eu estava todo ensanguentado, segurando firme a bicicleta, e o guri "picou a mula", tal como meu amigo tinha feito anteriormente. Hoje vejo que foi uma atitude estúpida, mas a bicicleta continuou comigo.  
  
Depois disso, usei muito a Caloi 10 aos domingos para me transportar do Ipiranga até o bairro do Planalto Paulista, onde eram feitas as reuniões do grupo de escoteiros que eu participava.

A velha "Caloi 10/vermelha" aguentou firme todas essas peripércias e sofreu poucos danos, porém marcantes, como desgaste total do arrolamento dianteiro e rachadura no garfo.

Em 1995, foi seduzido pelos modelos "mountain bike" e acabei comprando, na antiga loja do Mappin da Praça Ramos, uma Monark. A "Caloi 10/vermelha", coitada, foi ficando encostada, ao ponto de meu pai sugerir que ela fosse doada para o catador-de-bugigangas. Todavia, rejeitei veementemente essa proposta.

Nos anos 2000, já havia adquirido o hábito de me transportar por intermédio de bicicletas. Em 2004 fiz a minha primeira viagem de bici e, aos poucos, fui retomando aquele olhar apaixonado pela velha "Caloi 10/ vermelha", apesar de toda poeira que lhe cobria.

Com o tempo, fui descobrindo o mundo das bicicletas antigas e daí decidi que a "Caloi 10/vermelha" merecia voltar aos seus tempos de glória.

Por intermédio da internet, fiz contato com Cláudio Carlquist, autor de um artigo que conta a história da Caloi 10 (http://www.sampabikers.com.br/?ver=caloi10/historia.html). Ele me indicou o Sr. Aldo, que fez um belo trabalho de restauração na minha bicicleta.

O quadro foi pintado com a cor original: prata (foto ao lado).

Algumas peças tiveram que ser trocadas, pois não correspondiam ao modelo original. A foto abaixo mostra a engrenagem dianteira (cambio, pedivela e coroas), totalmente substituída por peças originais usadas, que foram cromadas.


Engrenagem dianteira antes e depois da restauração
Destaque para a foto inferior, com o protetor de
coroas nacional da marca "Duque" 
  
Garrafa original que vinha nas bicicletas Caloi de antigamente

A garrafinha de água (foto acima) e seu respectivo suporte (abaixo) se tornaram raridade nos dias de hoje. Mas tive a sorte de comprar um conjunto zerado no Mercado Livre.

Suporte de garrafa


As bicicletas Caloi de antigamente também vinham com pequenas peças de plástico que fixavam os conduítes no quadro, com a marca da fábrica em alto relevo (foto abaixo). É muito raro encontrar esse item em bom estado, mas consegui comprar um punhado nunca  utilizado no Mercado Livre.

Os fixadores de conduítes da Caloi

Parte frontal: antes de depois da restauração




O pedal que estava na "Caloi 10/vermelha" era de plástico, completamente fora dos padrões originais. Era preciso conseguir um pedal de aço original, da antiga marca Ducor. Mas foi uma tarefa muito difícil, pois todos os pedais a venda no mercado de usados estavam em péssimo estado. No entanto, como mágica, apareceu um anúncio no Mercado Livre vendendo um par de pedais de Caloi 10 que jamais haviam sido usados (foto acima). O detalhe é que os pedais vieram numa caixa antiga (ver foto abaixo). 

Caixa original onde vieram os pedais novos: item raro para exposição

A plaqueta dianteira com a marca Caloi deu um charme especial à minha Caloi 10 (foto abaixo). Em verdade, esse foi um item que esteve presente em poucas bicicletas, pois a maioria das Calois vinham com um adesivo frontal colado ao quadro. Portanto, é extremamente raro encontrar essa plaqueta, só mesmo com muita sorte pude conseguir no Mercado Livre.



A cobiçada plaqueta da Caloi

Sobre os câmbios, vejam as fotos a seguir:

Antes e depois da restauração: O cambio traseiro foi trocado,
pois não era original. Consegui comprar um antigo câmbio japonês Suntur,
 que equipou, durante anos,  a Caloi 10


O câmbio dianteiro da marca Dimosil não foi trocado,
só passou por um processo de cromagem. 

Hoje em dia, não brinco mais de polícia e ladrão com a minha Caloi  10 (rs); nem subo e desço guias... eu a utilizo somente para breves passeios aos domingos, aqui perto no Parque da Independência, em São Paulo, tal como fazem alguns tiozinhos que desfilam por aí com seus automóveis antigos. A idéia é que ela se mantenha bela durante várias décadas.

Vamos ver, quem sabe ela não aparece em alguma exposição.
 


32 comentários:

  1. Muito bonita e divertida sua história com essa Caloi 10! rs Divertida, agora que tudo já passou e não aconteceu nada de ruim no episódio da tentativa de assalto. Você é realmente uma pessoa de muita sorte!
    Ah! A bike esta linda!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elaine, obrigado pelos elogios e por acompanhar o blog. bjs Paulo

      Excluir
  2. A Caloi 10 está linda, e extremamente original, sou apaixonado pelas C10, um dia terei a minha C10 toda restaurada, perfeita como a sua C10, parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato Leandro pelos elogios, obrigado por acompanhar o blog. Abs Paulo

      Excluir
  3. detalhe: essa plaqueta só sairam nos modelo "Sportissima" e se me permite mais um comentário sobre esse adesivo que são do ano de 1981 em diante pois de 1975 a 1980 saia com um decalque caloi em formato oval com gravura de um ciclista bem no centro do tubo do selim e pelo detalhe dos freios e quadro realmente confirma aproximadamente o ano de fabricação"1975"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dió, tem razão em tudo que falou, mas os decalques foram aqueles que consegui obter. Obrigado pelas suas informações e vamos nos falando, vc conhece bastante caloi 10? Me manda um email para conversarmos (paulorobertopom@gmail.com)

      Excluir
  4. Parabéns, tenho uma pendurada na minha garagem a alguns anos. Ganhei de um amigo, esta sem a roda da frente pois é do tempo que não existia bicicleta ergométrica, lembra? E as pessoas prendiam em um aparelho para pedalar dentro de casa. Bom a plaqueta da caloi é igual a sua. Já vinha querendo reformar,agora lendo esta bela história pode imaginar o que eu vou fazer né rsrsr. Abraços, teu chará Paulo Roberto Braga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo. Se quiseres me manda um email (paulorobertopom@gmail.com) com uma história da sua Caloi 10 e fotos que eu publico no blog. Seria muito legal. Fico esperando. Abração Paulo

      Excluir
  5. Eu tb. tenho uma caloi 10, adquirida em 11 de julho de 1978, tenho até a nota fiscal de compra.
    Originalmente era verde. Hoje, apos uma restauração ela é côr prata. Quase não ando com ela.vou mandar uma foto dela pra voce.
    abraços
    wilson leda- São Bernardo do Campo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wilson. Se quiseres me manda um email (paulorobertopom@gmail.com) com uma história da sua Caloi 10 e fotos que eu publico no blog. Seria muito legal. Fico esperando. Abração Paulo

      Excluir
  6. Olá Paulo! Parabéns pela dura missão de restaurar esta relíquia, já vivi esse processo também, mais assim como você obtive sucesso e curto sempre que possível uma boa pedalada com alguns colegas que também possuem a famosa caloi 10. Tenho uma história bem interessante também, pois já estou com a minha C10 há 25 anos que por sinal é uma obra prima assim como a sua.Se falando de aventuras, realizei viagens bem distantes com grupo de ciclistas da minha região "interior da Bahia". Bem, mais uma vez parabéns e quem sabe não nos encontramos pelas pedaladas da vida. Abraços do parceiro de pedal "Madureira" - Santa Luz - Bahia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amigo Madureira. Se quiseres me manda um email (paulorobertopom@gmail.com) com uma história da sua Caloi 10 e fotos que eu publico no blog. Seria muito legal. Fico esperando. Abração Paulo

      Excluir
  7. Olá Paulo. Tenho uma caloi 10 idêntica á sua.Ela ficou guardada durante um período de quase 20 anos, comprei, totalmente original de fábrica, as peças todas marcas japonesas. Gostaria de trocar ideias? Vou mandar meu e-mail: rodinaldao@hotmail.com vou postar as fotos.
    obrigado Rodinaldo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rodinaldo, estou aguardando sua mensagem, me manda as fotos que eu publico no blog. Abraços

      Excluir
  8. tenho uma caloi montembaik voc se enteresa em trocar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, essa minha Caloi 10 não troco de jeito nenhum. obrigado

      Excluir
  9. Pessoal, tenho uma Caloi 10 que comprei de um amigo, a Bike é totalmente original segundo meu mecânico, onde mandei desmontar e engraçar pois estava guardada a muito tempo.
    Gostaria de saber o ano de fabricação, mas já troquei e-mail com o SAC da Caloi que não conseguiu me informar, mesmo enviando fotos p/ análise.
    Caso alguém possa me ajudar, envie um e-mail p/ flavio@onixcd.com.br que enviarei as fotos.
    Aguardo retorno, obrigado por enquanto.
    Flavio

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de quem curte Caloi 10 que participe do grupo oficila dedicado a esta bike que marcou época http://www.facebook.com/groups/114418595334364/
    Abraço á todos
    Ronaldo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa noite eu to nessa de curtir caloi 10 antigas. estou reformando uma 78 . e tenho uma 77.verde e a outra marrom metalica

      Excluir
    2. edu, me manda fotos das suas bicicletas para o meu email paulorobertopom@gmail.com e eu publico no meu blog, assim todos vão conhecer o seu trabalho
      abs
      paulo

      Excluir
  11. olá eu tenho uma c10 tamanho media e não estou conseguindo achar o tamanho da pneu e do aro . tenho as peças todas originais . so estou dependendo das rodas.

    ResponderExcluir
  12. Olá Paulo, parabéns pelo trabalho, eu montei uma infelizmente não original pois só tinha fragmentos...
    Em todo caso estou com problemas para conseguir as presilhas dos cabos (marchas e freio) saberia como me ajudar?
    Já procurei pra caramba pelo google, ML e afins, porem sem sucesso...
    Ficarei grato por uma ajuda!

    j.anderson.s.n@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. Olá amigo, que linda história essa de sua caloi 10, tive uma na década de 80 e resolvi comprar a nova que saiu há alguns anos, que decepção, não chega nem aos pés das antigas com material de boa qualidade como catracas, raios etc, a minha já esta toda enferruajda com apenas 2 anos de uso. Fico admirado como foi que a Caloi depois de ter conquistado gerações com a antiga Caloi 10, fabrica e põe uma bicicleta com o mesmo nome e de tão pouca qualidade. Abraços Jorge

    ResponderExcluir
  14. Amigo Paulo, parabéns pelo teu trabalho. Gostei da tua história. Assim que li fiquei incentivado em colecionar e reformar as antigas (clássicas) também.
    Você conhece a Caloi: "AMIGO". Eu tive esta bicicleta há alguns anos atrás, tenho até uma foto dela... Mas não encontro ninguém que a conheça. Já dei uma pesquisada, mas ninguém conhece. Se você souber algo sobre essa bicicleta, mande-me um e-mail, por favor.

    Posso lhe enviar a foto dela se você quizer.
    leao-artesao@uol.com.br
    Abs.
    José Leão.

    ResponderExcluir
  15. Legal, comprei uma toda original 1976, perfeito estado precisando somente de pintura, ate os cabos estão intactos, precisando somente de reparo na pintura.

    Chico Pinheiro
    xicopinheiro@ig.com.br

    ResponderExcluir
  16. Sensacional, eu tive uma prata em 1976, boas memórias.

    ResponderExcluir
  17. Bela bicicleta, parabéns.
    Eu acabo de adquirir um neste modelo com detalhes de pintura e o a transmissão central que tenho que adquirir uma original.
    Bela história essa bicicleta lembra muita a infância.

    ResponderExcluir
  18. Paulo, muito obrigado pela resposta, são pessoas como você que mantem viva a paixão pelas bicicletas antigas. Parabéns.

    ResponderExcluir
  19. Mandei restaurar a minha espero que fique bonita igual a sua, não esta tão original, mais ainda chego lá..

    ResponderExcluir
  20. simplesmente fantastico, , esta caloi 10 é mesmo um icone na historia .
    ja tive caloi 10 e me arrependo de ter vendido, era toda original, e nao tinha arranaho nenhum na pintura, uma reliquia, vendo a preço de banana, na epoca.

    qual a relaçao de numero de dentes no na coroa do pe de vela?

    e na catraca trazeira qual a relaçao de dentes é esta

    14-17-20-24-28 ?

    ResponderExcluir