Ultimas Postagens

26 de abr de 2012

ABRIL: O MÊS DO COMETA

Todo mês de abril eu lembro do Cometa Halley.

Órbita do Cometa Halley em relação a Terra na passagem de 1985/86
Fonte: Cometas (1985)
No dia 11 de abril de 1986, depois de 76 anos de sua então última passagem (1910), o Cometa Halley voltou a se aproximar da Terra, a uma distância de 63 milhões de km.

Aos olhos dos terráqueos, o Halley apareceu como uma singela estrela no céu. Uma frustração...

A passagem do Cometa Halley em 1986 decepcionou os habitantes da Terra.
Fonte: Veja, 9/4/1986


Mesmo assim, a passagem do Halley em 1985/86 me marcou muito. Eu era garoto e começava a me interessar por astronomia.

O Brasil estava se redemocratizando, depois dos anos de chumbo da ditadura militar. O Plano Cruzado tinha sido lançado e congelou os preços para acabar com a inflação galopante; o povo era "fiscal" do então Presidente Sarney.

Na televisão, a novela Roque Santeiro fazia sucesso e um dos personagens, o enigmático Prof. Astromar (Rui Rezende), estava em busca do cometa.

Ao contrário da passagem de 1910, o Cometa Halley não era prenúncio do final dos tempos, mas sinônimo de bons negócios para os capitalistas. Muitas bugigangas foram fabricadas, inclusive um boneco/robô de gosto duvidoso.  

O Boneco/robô Halley
Fonte: Cometas (1985)
A moda Halley estava em todos os lugares, até mesmo na fachada da mais famosa loja de departamentos da cidade daquela época, o Mappin, situada na frente do Teatro Municipal: 

Trajetória do Halley no Mappin de S. Paulo.
Fonte: Veja, 9/4/1986
O setor de turismo também queria um pedaço desse bolo. Viagens de navio, promoções em hotéis fazenda e até vôos de avião para ver o cometa "mais de perto": 

Fonte: Cometas (1985

Será que o hotel de Atibaia devolveu o dinheiro para seus hóspedes?

Os governos dos países desenvolvidos se moveram para estudar do cometa. Uma nave não tripulada foi enviada para passar por dentro da nuvem do Halley:


A sonda  Européia Giotto estudou o Halley em 1986.
Fonte: Veja, 19/3/1986

Somente a NASA, a famosa agência estadosunidenses, perdeu essa oportunidade, pois seu programa espacial estava paralisado devido à trágica explosão do ônibus espacial Challenger, em janeiro de 1986, matando 7 astronautas.
Foto NASA


Em março de 1986, eu tinha acabado de perder o meu querido avô. Como ele tinha nascido em 1910, mesmo ano da passagem anterior do Halley, minha cabeça de criança imaginou que o cometa tivesse alguma ligação com sua partida. Mesmo assim, segui explorando o Halley. 

Divulgou-se que a Pedra Grande, situada no município de Atibaia/SP, seria um dos melhores lugares para os paulistanos avistarem o cometa.


No dia da maior aproximação (11/abr/1986), um mundaréu de carros saiu à caça do Halley e congestionou as ruas e estradas de SP. Muitos pararam na beira das rodovias para apontar suas lunetas. Bêbados, empunhando suas garrafas de aguardente, gritavam suas profecias. Era uma histeria coletiva misturada com frustração. 

Eu estava no carro com minha família, rumo à Atibaia. Presos no congestionamento, nos perdemos dos meus tios e primos, por isso meu pai decidiu voltar para casa e não conseguimos ver o Halley.


A trajetória do Halley nos céus de abril de 1986
Fonte: Cometas (1985)

Depois daquela noite, o Halley foi caindo no esquecimento das pessoas e saindo de moda. Mas eu insistia e quatro dias depois, na sacada do quarto dos meus pais, aproveitando uma noite sem nuvens, apontei o meu binóculo para a constelação do Centauro e lá estava o Halley. E foi assim que anotei essa visão no meu caderninho de observações astronômicas:



Naquela noite, eu desejei encontrar o Halley em sua próxima passagem, programada para 2061. Ainda penso nisso e sempre me lembro do cometa no mês de abril.

Hoje o Halley está muito longe da Terra, nos confins do Sistema Solar, a cerca de 4,9 bilhões de km.


http://astro.u-strasbg.fr/~koppen/orbitviewer/halley.html

E você ainda se lembra do Cometa Halley?

Fontes:
- Cometas, os vagabundos do espaço, Domingos Alzugaray e Cátia Alzugaray, Editora Três, 1985
- Revista Veja, edições de 19/3/1986 e 9/4/1986

11 comentários:

  1. Lembro bem do telescópio que você comprou para ver o cometa! Posso afirmar, como testemunha, que esse seu fascínio pelo Halley e, consequentemente pela astronomia, é verdadeiro!!
    Gostaria de acrescentar dois fatos marcantes desse memorável ano de 1986 no campo futebolístico: a eliminaçao do Brasil na Copa do México com o penalti perdido pelo Zico e o título Brasileiro do nosso tricolor com golaço de Careca no último segundo da prorrogação (que levou a decisão para os penaltis).

    ResponderExcluir
  2. Bem, eu tinha apenas 7 anos, mas lembro bem da onda de oportunidades gerada pelo evento. Recordo das embalagens de alimentos que antigamente viravam brinquedos de papelão para brincar. Eu tive um grande quebra-cabeça do tal boneco de gosto duvidoso e tenho nítido que este virou personagem de programa infantil, aquele com o Jairzinho e Simoni. Bons tempos, mas ótima recordação para lembrarmos que o capitalismo era muito forte e se alimentava de um evento tão raro. Ótimo post! Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi marcel, grato por ler o blog... ótimas recordações. abraços paulinho

      Excluir
  3. Eu me lembro desse dia como se fosse ontem!!!!! Muito legal e foi inesquecivel!!!!

    ResponderExcluir
  4. Me lembro bem desse ano, eu tinha 8 anos e só se falava nesse tal cometa, na TV as propagandas iam desde "compre a luneta (?) pra ver o cometa. Em casa tínhamos um calendário com uma foto do cometa, me lembro que a gente comentava na escola, fizemos até redação, uma amigo meu tinha o robô Halley, me lembro também de uma família de crentes (pré-evangélicos)que diziam que seria o fim do mundo e se trancaram em casa com outros crentes pra fazer oração e se preparar para o "fim do mundo". Infelizmente naquela noite fui dormir cedo e não vi nada, aliás ninguém viu nada, porque o céu estava nublado na cidade. Mas foi muito um acontecimento que jamais me esquecerei e parabéns pelo blog, tremendo flashback.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu ronaldo pelo seu depoimento, obrigado mesmo por ler o blog. Paulo

      Excluir
  5. Eu lembro que uma vez minha mãe me disse que estava passando um cometa quando nasci, no dia 8 de abril de 86 :)
    Será que estarei vivo para ver a próxima passagem dele?

    ResponderExcluir
  6. Fantástico seu post!!! Parabéns... vivi isso, sei bem como foi... só que eu não consegui ver. chorei muito na época kkkkkk
    Vi o Cometa Hale Bopp 11 anos depois, e o espetacular Mc Naught em 2007, ambos a olho nu, mas nada vai apagar a frustração por não ter visto o Cometa Halley quando eu tinha 10 anos de idade. Marinho!

    ResponderExcluir
  7. Eu, meu irmão e mais 2 amigos saímos de São Paulo naquela noite, e fomos rumo a Pedra Grande em Atibaia, para ver o cometa. E realmente estava uma loucura, muito transito, vimos alguns acidentes na estrada, até socorremos um motociclista que se acidentou na estrada de terra que subia para a Pedra Grande. Com muito custo conseguimos chegar lá em cima. E não conseguimos ver o cometa, tinha muita gente, decidimos ficar por lá para ver o nascer do sol. Mas, infelizmente para minha família e amigos foi uma tragédia, pois meu irmão com 19 anos na época e meu amigo caíram da Pedra Grande. Eles foram resgatados somente no domingo, meu amigo sobreviveu e meu querido irmão faleceu.
    Todo dia 12 de Abril me recordo da passagem do Cometa Halley e penso a mesma coisa, o cometa levou o meu irmão.

    ResponderExcluir

Traduzido Por: Mais Template - Designed By