Ultimas Postagens

9 de jul de 2012

ENTREVISTA PARA TV: BICICLETA, VIAGENS E MEIO AMBIENTE


PROGRAMA GOOD NEWS, pela Rede TV!, fornece informações sobre projetos criativos, ações, atitudes de gente comum que acontecem pelo país, mostrando exemplos de comprometimento com qualidade de vida e o meio ambiente. É um ótimo tele jornal, dedicado à sustentabilidade do planeta, que vai ao ar toda quinta feira, às 22h:30m.

No dia 5/jul./2012, foi ao ar uma entrevista que dei a esse programa, falando sobre minha relação com a bicicleta.



Foi bem legal, porque a reportagem (de carro) fez questão de me acompanhar no trajeto de bicicleta que eu faço toda sexta-feira da minha casa (bairro do Ipiranga) ao centro da cidade. Em pouco mais de 4 minutos, a matéria passa rapidamente por alguns temas:






Cicloviagem pela Nova Zelândia (2009)

(Foto: Ilha Sul- Nova Zelândia)













Mobilidade urbana por bicicleta


(Foto: Theatro Mvnicipal - São Paulo/SP)









Bike Anjo



(Foto: Oficina Educativa Bike Anjo - dezembro/2011 - Parque das Bicicletas - São Paulo/SP)



Cicloviagem pelo Sul do Brasil (2007)

(Foto: Canion Fortaleza - Parque Nacional Serra Geral/RS)






A seguir, o link da matéria e entrevista:





Para saber mais:

PROGRAMA GOOD NEWS - Rede TV!
Toda quinta feira, às 22:30hs. 
http://www.redetv.com.br/jornalismo/goodnews/

Outra entrevista que dei (TV Record):
http://viagensdepaulopom.blogspot.com.br/2012/04/usos-da-bicicleta-entrevista-na-tv.html


BIKE ANJO:


Sobre minha cicloviagem pela Nova Zelândia:
http://viagensdepaulopom.blogspot.com.br/2011/09/cicloviagem-nova-zelandia-no-jornal.html

http://viagensdepaulopom.blogspot.com.br/2011/09/cicloviagem-nova-zelandia-exposicao.html 
http://viagensdepaulopom.blogspot.com.br/2011/10/cicloviagem-nova-zelandia-exposicao.html
Acesse

8 de jul de 2012

CALOI CECI - UMA HISTÓRIA DE AMOR E RESTAURAÇÃO (bicicleta antiga)


Lembram do comercial abaixo da Caloi Ceci, apresentado na década de 1980?


Pois muito bem. A Patrícia Carla Stivalle Hita tinha um sonho e fez o mesmo que a garota do comercial: casou e adquiriu sua Caloi Ceci. E o marido a ajudou na restauração de sua bicicleta. 

A seguir, acompanhem a narrativa da própria Patrícia e a concretização de seu sonho de criança. Junto com o texto, eu inseri algumas fotos sobre a restauração da sua bicicleta.

...eu tinha de 9 a 10 anos de idade, isso na década dos anos 80, eu era doida pra ter uma CALOI CECI... nessa época, na rua em que eu morava, nós éramos em 5 amiguinhas, estudávamos juntas na mesma escola; enfim éramos inseparáveis...

Paralama dianteiro


...no Natal, todas elas ganharam a CALOI CECI menos eu; eu me lembro como se fosse hoje, uma era amarela, uma preta e duas rosas; nossa como eu chorava que eu queria uma...

Garupeira e paralama traseiro


... eu ficava sentada na calçada em frente a casa em que eu morava enquanto elas ficavam andando; de vez em quando eu dava uma voltinha... mas não era a mesma coisa, eu queria a minha!

Detalhe da peça da bicicleta, com a marca Caloi


O tempo passou e quando eu tinha mais ou menos uns 12 a 13 anos, eu eu me lembro que eu fui até uma bicicletaria e tinha uma Ceci na cor branca a venda, eu a peguei e levei para os meus pais verem, mas meu pai não quis comprar, ele dizia que bicicleta era perigoso, mas tenho comigo que a situação nossa naquela época era difícil, pois morávamos numa cidadezinha no interior na casa de minha avó...

A Cestinha, marca registrada da Caloi Ceci.
Meio amassada e desgastada pelo tempo,
mas em ótimo estado para restauração.


 ... eu cresci e nunca mais tive o interesse por bicicleta nenhuma;  passaram se mais alguns anos e nos mudamos para outra cidade, também do interior, onde eu construí a minha vida.

O quadro da Caloi Ceci e suas tradicionais
curvaturas 


Deus foi tão bom comigo que colocou um anjo na minha vida, o Alessandro, namoramos por dois anos e nos casamos. Hoje estou com 34 anos, tivemos dois filhos lindos, o Matheus e a Alessandra... os dois têm bicicleta e eles curtem muito.

O detalhe do quadro, devidamente
lixado e preparado para pintura


Meu meu marido também é apaixonado por bicicletas; eu me lembro quantas e quantas vezes ele saia de madrugada pra fazer trilha com os amigos... e por essa paixão, meu marido sempre me incentivou a comprar uma bicicleta para mim, mas eu nunca tive esse interesse, porque bicicleta pra mim só existia uma: a CALOI CECI !

Detalhe da garupeira, na cor roxa.
Graças aos restos de pintura dessa peça,
Patrícia e Alessandro concluíram que a Ceci
era roxa e decidiram manter a mesma cor.


Por ter se passado muitos anos, eu não imaginava que eu poderia encontrar alguma Ceci a venda, ainda mais hoje com tantas bicicletas novas no mercado... navegando na internet fiz uma busca por "fotos Caloi Ceci"... nossa, foi mágico! Era como se eu estivesse voltando a minha infância; ... ao ver aquelas fotos eu chorei, não tem explicação para o que eu senti naquele momento...

A capa de corrente


... foi aí que eu conversei com o meu marido, pois ele já sabia de toda a minha história e minha paixão pela CALOI CECI; então decidimos procurar, fizemos buscas pela internet, percorremos bicicletarias; os preços eram um pouco alto e ainda teríamos que gastar com a restauração... em uma das bicicletarias  encontramos uma; era a única, o modelo é dos anos 80 e ela estava toda desmontada em um cantinho de um depósito, ao meio de muitas outras peças...

... quando eu a vi, eu disse: é minha! 

O garfo foi repintado na bicicletaria na cor azul,
mas Patrícia decidiu adotar o roxo, a cor original.


Compramos as peças e no mesmo dia começamos a restauração, pois sou eu e meu marido que vamos restaurá-la... começamos a lixar as peças e foi aquela festa... no dia seguinte meu marido trouxe um catálogo de tintas... eu fiquei meia perdida ao ver tanta cor linda, mas na hora que eu vi uma roxa eu me apaixonei, é um roxo metálico...

O quadro já com a pintura nova, na mesma cor roxa
de antigamente, só adotou a tonalidade metálica


... não tenho como descrever a emoção que estou sentindo, pois a todo momento passa um filme na minha cabeça desde minha infância até o dia de hoje.

Já começando a ter cara de bicicleta...

Sempre fui uma pessoa feliz, mas hoje posso dizer que sou feliz e realizada, eu aprendi que tudo que sonhamos, temos que acreditar, lutar e correr atrás... 


...que não importa quanto tempo irá passar, o que importa é nunca desistir, porque um dia o seu sonho se transformará em realidade!

A Ceci já com o acabamento da restauração: adesivos,
pezinho, conduíte na cor branca...

... a cestinha restaurada, também na cor branca.
A marca Ceci... 
... e o detalhe do protetor de corrente,
com adesivo com flores 


Essa é um pouquinho da minha história, a história de um amor e um sonho que eu jamais deixei de amar e sonhar que é a CALOI CECI !


... estou muito feliz por compartilhar um pouquinho da minha história e da minha paixão com você, obrigada pela oportunidade, agora aguardo ansiosa para aqueles passeios aos domingos em família, todos de bicicletas, e eu com a minha CALOI CECI !

Patrícia Carla
  patriciastivalle@hotmail.com



Texto e fotos gentilmente cedidos por: Patrícia Carla


Restauração da bicicleta: por Patrícia Carla e seu marido Alessandro.
Uma curiosidade é que, no começo de seu casamento, Alessandro aproveitou uma fase de pouca freguesia em sua oficina de caminhões para reformar e vender bicicletas usadas. Com exceção da pintura, que era feita na oficina, os demais trabalhos de reforma das bicicletas usadas eram feitos no quintal da residência do casal e com a ajuda da Patrícia. Ambos ganharam conhecimentos e experiência nesse ofício e puderam fazer esse belo trabalho na Caloi Ceci


Mais sobre a Caloi Ceci:  
Acesse

6 de jul de 2012

CEREJEIRAS DE INVERNO


O inverno começou em junho no hemisfério sul e vai durar até setembro, quando entra a primavera, estação muito associada às flores.

Pequena árvore de cerejeira, 
toda florida em junho de 2011 

Mas o inverno também possui seu lado florido, pelo menos  na  cidade de São Paulo.

Cidade Universitária - S. Paulo/SP 
junho 2011

É nessa época do ano que as cerejeiras florescem e oferecem o belo espetáculo da florada, quando suas frágeis pétalas se desprendem com o vento, provocando uma revoada rosa e branca. 


Cerejeira com flor branca - junho 2011

Cerejeira é o nome dado a várias espécies de árvores originárias da Ásia, sendo que algumas delas produzem frutos comestíveis, as cerejas. 


As cerejeiras florescem uma vez por ano, por cerca de 15 dias... 


"Viajando" pelo interior de uma árvore de cerejeira 

... sua flor (Sakura) é um dos emblemas do Japão e simboliza paz, brevidade e fragilidade, sendo também associada ao samurai, guerreiro de vida efêmera. 


As cerejeiras podem ser vistas em vários pontos da metrópole, como na Cidade Universitária, de onde foram obtidas as imagens aqui postadas (2011). Na foto abaixo, a beleza da árvore ganhou destaque com a iluminação artificial: 


Julho de 2011 - Cidade Universitária

Aqui, o contraste do colorido da cerejeira iluminada 

com a escuridão do céu.

As fotos noturnas acima foram feitas em 29 de julho de 2011; lembro-me que estava feliz, esperançoso e seguia rumo a bicicletada, na Av. Paulista. 


Rumo à bicicletada de julho/2011


Bicicleta e cerejeira

No Parque do Carmo, na zona leste da cidade, está situado o  maior bosque de cerejeiras do Estado, com árvores plantadas desde 1977. 


O rosa da flor contrastando com o azul do céu

junho de 2011

Todos os anos, no Parque do Carmo, a comunidade nipônica pratica um ritual conhecido como "hanami", de sentar sob as cerejeiras e contemplá-las durante um bom período. No mesmo local costuma ser realizada a "Festa das Cerejeiras em Flor". 


Nesse inverno vale a pena ficar de olho nas cerejeiras!

Sobre bicicletadas, veja:

Bicicletada de Julho/2011 - como foi...

O que é bicicletada?

Bicicletada em homenagem a Márcia Prado:

Bicicletada no túnel do Senna (S. Paulo):

Fontes:


"O Semeador das Cerejeiras do Carmo", Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S. Paulo, p. C 12, 7 ago. 2011.

Parque do Carmo: Av. Osvaldo Pucci, s/nº e Av. Afonso de Sampaio Souza, 951, São Paulo-SP. 

Acesse
Traduzido Por: Mais Template - Designed By