Ultimas Postagens

22 de jul de 2013

CICLOVIAGEM LAGAMAR - CAP. II Pedalando pela Ilha do Cardoso

Em maio de 2012, a convite da Expedição & Aventura, pedalei durante quatro dias pelas praias desertas do Lagamar, rodeado de restingas, manguezais, ilhas, morros isolados, vegetação nativa e um mar pulsante. 

blog Viagens de Paulo Pom está contando a história dessa cicloviagem. Antes de prosseguir, clique nos links abaixo e recordem as postagens antigas dessa viagem: 

Ilha do Cardoso: exuberante 

Introdução:
o Lagamar

planejamento,
Cananeia e 
a travessia para a Ilha do Cardoso. 









O NÚCLEO MARUJÁ

Após 60 minutos navegando de lancha pelo canal de mar, desembarcamos no Núcleo Maruja, a mais conhecida comunidade caiçara da ilha, cujo sustento depende muito do turismo e por isso existe infraestrutura de campings, pousadas familiares e restaurantes.




Além da praia, outros atrativos podem ser visitados a partir da vila: trilhas, morros, costões rochosos, cachoeiras e piscinas naturais, como mostra a foto ao lado.


Chamou-me a atenção, no centro de visitantes, um painel repleto de embalagens usadas, a maioria plásticas, de diversos produtos.


Era lixo recolhido na praia, proveniente dos mais afastados cantos do mundo, como países asiáticos, Europa e América do Norte. “Tudo que jogamos no mar, um dia ele devolverá”, lembrava um cartaz.

Lampada enorme achada no mar

Garrafa plástica de país asiático











Fizemos uma rápida visita pela comunidade do Núcleo Marujá, oportunidade em que duas pequenas e lindas moradoras pousaram para fotos:


Pudemos ainda observar outros atrativos interessantes do Núcleo Marujá:



Voltei ao tempo quando vi o barracão abaixo. Anos atrás, eu dancei forró naquele lugar. Saudades...


Logo montamos nos selins e ganhamos as areias da praia da Ilha do Cardoso, no sentido sul, como mostra o mapa abaixo (clique no mapa para ampliar):


De um lado da bicicleta, a imensidão do mar e suas ondas; do outro, a vegetação de restinga e os morros enfileirados ao fundo.


Gaivotas acompanhavam a dança das bicicletas e pequenos caranguejos corriam pela areia.



Abaixo, o caranguejo me encarou enquanto eu tentava fazer uma foto "ao lado" dele: 


Estávamos imersos numa paisagem de tirar o fôlego, que nos proporcionava uma sensação indescritível de liberdade.


Pedalando em ritmo de contemplação, passamos pela comunidade Enseada da Baleia, e, depois de 18 km, chegamos ao Pontal do Leste, extremo sul da ilha, onde descansamos ouvindo histórias locais do pescador Sr. Feliciano.


Mas essa história ficará para o próximo capítulo.

Acompanhem no próximo capítulo:
- a travessia e o pedal pela Ilha Superagui.

Quem leva:  


 Expedição & Aventura


Visa integrar práticas esportivas para iniciantes ou mesmo para aventureiros mais experientes, promovendo passeios ou expedições de caiaque e bicicleta em diferentes roteiros. Trabalha com grupos pequenos de 4 a 12 pessoas e organiza viagens durante o ano inteiro. Ideal para quem está começando e não quer se preocupar com agendamentos e infraestrutura.




Acesse

ENCONTRO NACIONAL DE CICLOTURISMO - JUNHO/2013


Essa foi a mensagem estampada na camiseta oficial do 12º Encontro Nacional de Cicloturismo e Aventura: sai da cidade e vem pedalar na região da Pedra do Baú!

Foto Jorge Blanquer
O evento aconteceu na zona rural de Campos do Jordão-SP, nos dias 30 de maio a 2 de junho de 2013.

Foto Jorge Blanquer
Além de muita emoção, pedaladas e confraternização, o evento proporcionou aos participantes uma verdadeira imersão ao mundo das viagens de bicicleta, da aventura e do ciclismo.


Veja como foi a programação de palestras e debates do encontro:

DEBATEAMÉRICA DO SUL DE BICICLETA
(Antonio Olinto Ferreira, Rafaela Asprino, Guilherme Cavallari e Leonardo de Carvalho Soares)

DEBATETIPOS DE BICICLETA NO CICLOTURISMO
(Wagner Philadelphi, Pedro Zöhrer, Fabio Samori e
Fábio Eduardo da Silva - FES)

PALESTRANUTRIÇÃO EM VIAGENS
(Eneida Ramos)

PALESTRALAGOS ANDINOS - ARGENTINA E CHILE
(Carlos Cesar V. Stella e Regina Celia S. Stella)

MINI CURSO:YOGA NO CICLOTURISMO
(Paulo Cesar Esteves – Pepê e Camila Guido)

LANÇAMENTOGUIA ESTRADA REAL - CAMINHO DOS DIAMANTES
(Antonio Olinto Ferreira e Rafaela Asprino)

PALESTRACICLOAMÉRICA - DO ALASCA AO BRASIL
(André Fatini - www.youtube.com/planetapedal)


O Encontro aconteceu no Espaço Araucária, que está situado a 1.400 metros de altitude e a 16 km de Campos do Jordão. Na foto acima, uma das casas de hóspedes do local.


Nos passeios, nossas bicicletas contornaram morros e montanhas da Serra da Mantiqueira e, sempre acompanhados de imponentes araucárias, pudemos apreciar paisagens incríveis:


Isso sem falar nos cenários de paz...



 ... e de natureza pulsante:



E a Lua, pequenina lá de cima, só 'sacava' nossos movimentos:


E quem se lembra do passeio coletivo? Muita subida no começo, não é? Pois é, vejam só a altimetria daquele dia:


Por outro lado, não pedalamos sozinho. Alguém se recorda dos nossos companheiros de jornada?



Foto Jorge Blanquer

Eu trabalhei na organização do evento. Creio que foi o quinto encontro do Clube de Cicloturismo em que eu ajudei na organização. Apesar de prazeroso, o trabalho muito cansativo - vejam ao lado, a minha cara de sono no meio de um passeio ciclístico.




Por outro lado, é uma grande alegria trabalhar com os amigos do Clube e ver os participantes curtindo o evento. Por isso, o sorriso no rosto aparece muito mais do que o cansaço:

Foto Jorge Blanquer
E o evento teve muito mais: barracas curiosas, por exemplo...


Homenagens de crianças pequenas com grandes corações:


O reencontro das fortes amizades:


Momentos de meditação....


E muito mais pedal....


Ficou com vontade, não é? Pois é, eu também. Em 2014 teremos outro!! 

Enquanto isso, fique de olho no sítio do Clube de Cicloturismo do Brasil (www.clubedecicloturismo.com.br) para acompanhar nossa programação. E até o próximo...



Fotos oficiais do Encontro de 2013 e vídeo clique aqui
Acesse

21 de jul de 2013

PEUGEOT BALONET - DÉCADA DE 50 (bicicleta antiga)


Dessa vez, a relíquia que apresento vem da França: uma elegante PEUGEOT BALONETtotalmente restaurada, da década de 1950, que pertence ao leitor desse blog, Fernando Ferro, de São Paulo-SP (abaixo, foto da bicicleta no estado em que foi adquirida):



Fernando adquiriu essa bicicleta há cerca de 2 anos atrás, com muitas peças faltando. Assim, visando uma restauração, ele foi garimpando peças originais. Ao lado, reparem o freio todo enferrujado. 



Na foto acima, é possível ver que até o bagageiro era original. E na foto abaixo, a parte traseira da bicicleta já restaurada.


A restauração da bicicleta terminou no final de 2012. As peças de aço foram cromadas e as peças de alumínio foram polidas.




A pintura foi feita com o Sr. Moacir Scarelli, que mora em Atibaia-SP. Vale mencionar que o Sr. Moacir é um excelente restaurador de bicicletas antigas; ele filetou a minha inglesa Phillips (vejam aqui  e aqui).



Abaixo, o detalhe do manete (em madeira) e a alavanca de troca de marcha, situada na parte superior do quadro.


Abaixo, outra visão do guidão:


Reparem, na foto abaixo, o detalhe em vermelho no trocador de marcha e no cano inferior a tradicional marca do leão da fabricante francesa:


Abaixo, o detalhe da campainha:




A marca Peugeot (a mesma que fabrica os automóveis franceses) fixada em dois lugares do quadro: uma fina plaqueta na parte frontal (foto à direita) e pintada no cano inferior (foto abaixo): 

Abaixo à direita: selim com uma bolsa de ferramentas e a bomba de ar presa no cano do quadro; abaixo à esquerda: a parte frontal da bicicleta, com o farol:
















O tradicional emblema do leão está presente no protetor de corrente (abaixo):


Fernando estima que sua Peugeot foi fabricada no começo da década de 1950. De fato, os catálogos daquela época mostram modelos muito semelhantes (clique nas imagens para ampliá-las):

1 9 5 1
calendário argentino
fonte: http://cyclespeugeot.com/1950-1959PeugeotCatalogs.html

1 9 5 3

fonte: http://cyclespeugeot.com/1950-1959PeugeotCatalogs.html
1 9 5 7

fonte: http://cyclespeugeot.com/1950-1959PeugeotCatalogs.html

E para finalizar, vamos comparar:

antes da restauração:

depois da restauração:




Quer ver sua bicicleta antiga ou sua história de ciclismo ser publicada neste blog? Faça como o Fernando, mande-me um e-mail (paulorobertopom@gmail.com) contando um pouco da história e fotos em alta resolução. 

Acesse
Traduzido Por: Mais Template - Designed By